.mais sobre mim

.Ultimos Luares

. Escolher um caminho....

. encontro

. caminhos cruzados.....

. Simplesmente adeus...

. Renascer das Cinzas . . .

.Luares Passados

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Maio 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Luares Passados

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2006

Palavras de um vazio sentido num instante perdido

O cinzento que me cobre é o que de mais cor-de-rosa ilumina a vida de alguns seres. Mas mesmo isso não me impede de sentir tristeza quando sinto o desprezo de um amigo ou de lágrimas derramar quando exprimento mais uma desilusão do Ser Humanos.

Uma voz tinha-me segredado algumas palavras um dia antes. Uma voz vinda dos céus . . . do passado . . ao meu ouvido baixinho tinha dito " cuidado com o sonho". Apesar da voz reconhecer e de um sorriso esboçar deixas as palavras cair no vazio e no sonho acreditei.

Uma mesma faca espetada com mais requinte e delicadeza mordaz ou um novo artefacto aguçado de uma forma um tanto premeditada? Há palavras, gestos . . .ou melhor a falta de palavras e gestos funcionam como facas capazes de acabar com uma vida sem que  quem ao lado dela passe sinta o minímo dos salpicos.

Um dia de sonho, de desejos amplamente guardados, um dia planeado . . . apenas isso foi o necessário para . . . para que num instante como aquele que rouba o Sol do seu momento mais belo (o pôr do sol) . . . um instante para que a realidade caísse em mim. . .

Cada segundo, minuto, hora era sentido e vivido com uma estranheza . . . não era ali que deveria de estar. Sentada na beira do abismo olhando o horizonte vazio de vida . . . sentada na porta da vida e da morte, no limbo a uma escassa distância do arrebatamento . . . de braços abertos, de peito livre de olhos cerrados á espera do abraço violentamente envolvente que dali me levasse por uma vez mais para nunca mais voltar . . .

A noite caiu por fim e o corpo cansado e fustigado do frio e do vento começou a reclamar. Rendida entrei no carro e regressei para o conforto de todas as noites, para abraço sem vida que sempre me recebeu - o meu.

 


publicado por Mulher Especial às 00:26

link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De cigana a 26 de Novembro de 2006 às 01:47
Temos que acreditar nos sonhos. São eles que nos fazem viver, ainda que depois se desfaçam como castelos de areia. Então temos que procurar outros sonhos que dêem cor à nossa vida.


De yohanan a 29 de Novembro de 2006 às 14:12
"""A noite caiu por fim e o corpo cansado e fustigado do frio e do vento começou a reclamar. Rendida entrei no carro e regressei para o conforto de todas as noites, para abraço sem vida que sempre me recebeu - o meu.""" Tão bem identificas o meu estado de espirito actualmente. Melhores dias virão, em que o sol brilhará para todo o sempre. beijinhos***visita-me.


De yohanan a 29 de Novembro de 2006 às 14:13
"""A noite caiu por fim e o corpo cansado e fustigado do frio e do vento começou a reclamar. Rendida entrei no carro e regressei para o conforto de todas as noites, para abraço sem vida que sempre me recebeu - o meu.""" Tão bem identificas o meu estado de espirito actualmente. Melhores dias virão, em que o sol brilhará para todo o sempre. beijinhos***visita-me.


De rainbowsky a 30 de Novembro de 2006 às 11:44
Como é bom voltar a este lugar. Ao ler estas tuas palavras deambulei pelo meu próprio interior... e no fim, apenas, tal como tu, o abraço que tenho para me dar conforto é somente o meu. Mas esse já é nostlagia a mais... e quanto mais cedo surge mais é a vontade de possuir outro que não a rotina do mesmo abraço... beijinhos tristes*


De Miss Devil a 30 de Novembro de 2006 às 12:24
o sonho comanda a vida, qd na nossa n tivermos um sonho ou um desejo secreto o dia de amanha custará muito mais a nascer.


Comentar post