.mais sobre mim

.Ultimos Luares

. Escolher um caminho....

. encontro

. caminhos cruzados.....

. Simplesmente adeus...

. Renascer das Cinzas . . .

.Luares Passados

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Maio 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Luares Passados

Terça-feira, 16 de Março de 2004

...

ha00883.jpg
Tantas são as interrogações. Umas mais sérias outras mais sentimentais, umas atê são bem pessoais (pessoais de mais para as poder transformar em palavras). Mas colocarei de lado as interrogações mais .....politicas....talvez.... Muitas são as questões que saltitam dentro de mim e que tanto me deixam inquieta. Questões que bem sei que não sou a unica a reflectir sobre.....Mas olho em volto e parece que de todos os que me rodeiam sou a que vivo em maior pleinitude a dor, o sofrimento, as lágrimas, a amizade, o carinho como se tudo fosse acabar no momento seguinte. Tenho medo confesso...tenho medo de não existir no minuto seguinte ou a hora que se segue ou mesmo o dia após...embora aqui confesse humildemente que já desejei não ter sequer o segundo seguinte para respirar....não me condeno...tal como não condeno quem o já desejou ou deseja neste momento. São alturas de profunda dor, de sofrimento absoluto de desespero sub-humano. Tantas são as questões que me coloco. Lagum dia não sentirei dor? Atingirei o que tanto desejo e que me acontecerá então?questiono-me demais talvez...quero viver aqui e agora embora o desanimo viva dentro de mim como se fosse uma pequenina semente pronta a brotar ao mais pequeno e insignificante raio de sol. Quero sorrir, conversar como conversei hoje, ontem....quero me entrelaçar nos braços de quem confio para me proteger, acarinhar quem tem o olhar triste de magoas passadas....quero tanto mas interrogo-me ainda mais e com medo de sentir a porta fechar-se fico quieta sem avaçar no que desejo....

publicado por Mulher Especial às 02:10

link do post | comentar | favorito
|

10 comentários:
De Luar_triste a 17 de Março de 2004 às 02:04
DarkStar descreves-te com essa frase tempos que passei num passado ainda muito presente, julgo que cheguei mesmo ao fim do poço mas um raio que ainda não identifiquei me trouxe ao de cima...tudo oq ue vivi tornou-me em alguem melhor sem dúvida alguma...afinal aprendemos sempre alguma coisa mesmo quando julgamos que nada retiramos....Beijos


De Luar_triste a 17 de Março de 2004 às 02:04
DarkStar descreves-te com essa frase tempos que passei num passado ainda muito presente, julgo que cheguei mesmo ao fim do poço mas um raio que ainda não identifiquei me trouxe ao de cima...tudo oq ue vivi tornou-me em alguem melhor sem dúvida alguma...afinal aprendemos sempre alguma coisa mesmo quando julgamos que nada retiramos....Beijos


De luar_triste a 17 de Março de 2004 às 01:57
pateticopoetapalhaço, devo então aceitar a vida, os caminhos, as portas e janelas que me aparecem pela frente sem questionar nada...Não sera que quando a dor desaparecer como tu mesmo dizes de um momento para o outro não será apenas indiferença...não me quero tornar indiferente....


De luar_triste a 17 de Março de 2004 às 01:54
serranopedro2004,uma coisa que sempre disse foi que julgo ser preferível arrepender-me de algo que fiz do que de algo que não fiz e assim tenho tentado seguir o meu caminho..diz-me como podes pensar positivo se por exemplo tens problemas de saúde que te procupam...como consegues continuar sorrindo e caminhando sem deixar que isso te preocupe?Beijinhos


De DarkStar a 16 de Março de 2004 às 22:59
..." Não sei o que quero, nem sei o que hei-de querer...nao sei o que pensar, nem sei o que fazer...nao te percebo, nao te compreendo...duvido de tudo e em nada creio...Paixão é o nome , loucura talvez....e pergunto-me porque me deixas assim...já perdi a noção do tempo...ja não sei o que faço...já nem sei no que penso...ja nada sei...e nada quero saber"...


De pateticopoetapalhaco a 16 de Março de 2004 às 10:47
há um provérbio que diz : quantas mais perguntas fizeres, mais respostas te faltarão // aprendi que isto é verdade, da pior forma possível // continuo a fazer perguntas, porque não se "aprende" de um dia para o outro // mas a verdade é que, há perguntas que não adianta fazer, que apenas fazem sofrer gratuitamente // há que perceber quais são...


De pateticopoetapalhaco a 16 de Março de 2004 às 10:42
a nossa dor é sempre maior que a dos outros ! // não pode ser de outra forma // não é egoísmo, é assim mesmo // esta dor, fere-me a mim // chegará no entanto um momento em que tu própria encontrarás forma de começar a dissipar a tua dor // não há fórmulas, raramente se encontra ao procurar // é como o amor que a gerou; aparece // acredita que sim


De serranopedro2004 a 16 de Março de 2004 às 09:37
Luar, nunca se é amigo a mais ou a menos, agora penso que talvez penses em demasia, preocupas-te muito em pensar em como será, porque será assim e não de outra forma, etc, penso que deves tentar preocupar-te menos com isso, talvez estejas a ser prudente demais, tens de tentar arriscar mais, tentar acreditar que essa pessoa pode ser a certa, talvez seja menor a dor de falhar numa relação, do que o martírio de passares o resto da vida a pensar o que poderia ter sido, só que não tiveste coragem de arriscar, porque já sofreste muito e não quiseste sair magoada novamente, mas assim continuarás sempre a pensar dessa forma, só mudarás quando mudares a forma de pensar. Leva a vida de forma positiva, não penses nos aspectos negativos, todos temos problemas, para quê pensar naqueles que ainda não o são, quem sabe se algum dia o serão? Beijinhos.


De luar_triste a 16 de Março de 2004 às 03:57
angeliser, a vida é fita de interrogações mas... pode parecer demasiada pertenção minha mas olho em volta e parece que ninguem se questiona com o que me questiono...darei eu improtância demais ao que não devo...serei eu sempre muito masi Amiga do que alguem deveria ser...questões...interrogações sem respostas


De angeliser a 16 de Março de 2004 às 02:21
Interrogações?
hum...
Pois que fazer?
Para onde ir?
Kom kem ir?
A vida é feita disto. De intorrogações


Comentar post