.mais sobre mim

.Ultimos Luares

. Escolher um caminho....

. encontro

. caminhos cruzados.....

. Simplesmente adeus...

. Renascer das Cinzas . . .

.Luares Passados

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Maio 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Luares Passados

Quarta-feira, 28 de Abril de 2004

Sorrisos pregados não tenho

Ainda hoje vos escrevi sobre flores...sorrisos...cores...arco-iris...mas os ponteiros do relogio teimaram em andar....andaram sem paara num ritmo compassado......

Aqui vos vou abrir o meu coração...para quem na minha vida se encontra físicamente entende o que escrevo de um modo (são muito poucos..... mesmo muito poucos que aqui me lêm e me conhecem....talvez nunca tenha dito mas agradeco) mas aqueles que apenas conhecem as minhas palavras aqui despejadas nesta blogosfera talvez vos diga pouco talvez não entendam......mas como podem entender se nem eu que aqui me encontro entendo..... tenho o grito preso as lágrimas penduras apenas á espera......simplesmente á espera daquele pequeno detalhe....vou elouquecer...tratem-me como uma demente...uma louca.....mas tratem-me......não sou transparente...existo....estou aqui e agora...de carne e osso.....sangue.....pele.....coração.....não sou transparente......Aqui estou eu de frente para este ecra deixando as palavras cairem neste espacinho pequeno....quero alguem mas não quero ninguem....fechei todas as janelas que me podiam trazer as palavras...não quero palavras.....quero momentos de gestos.....algumas palavras.....afastei-me...tive de sair do mundo das palavras da ilusão......não acredito no dia de hoje no deprezo de quem do meu sangue é ....na dor que me provocaram....não consigo acreditar que fui deixada a própria sorte.....Aqui estou.....não sou transparente.....o prato está aqui mas que importa....mais um dia sou apenas eu ele e este retangulo de palavras.....as palavras caem como gotas de sangue espesso... o que sinto não sei...mas sorriso pregados não tenho...

publicado por Mulher Especial às 21:55

link do post | comentar | favorito
|