.mais sobre mim

.Ultimos Luares

. Escolher um caminho....

. encontro

. caminhos cruzados.....

. Simplesmente adeus...

. Renascer das Cinzas . . .

.Luares Passados

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Maio 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Luares Passados

Quarta-feira, 9 de Junho de 2004

Não aos desejos estupidos de morte

Nada mais me leva a acreditar que para o lado temos de olhar. A morte por nós têm passado todos os dias mas para o lado continuamos sem olhar. Perdemo-nos em mesquinhices de palavras sem sentidos se não de ofensa, da dor, da magoa no outro para o outro, como que violência gratuita atacamos tudo e todos. Uma vez mais a morte chega de um modo arrebatador que deixa a consternação geral. Perdemo-nos a deseja-la e contra mim falo, contra mim escrevo. Desejei a morte num momento, num espaço da minha vida com tanta força que quase a beijei para sempre sem que me tivesse apercebido do que perderia. Por motivos ocultos ou talvez não quiz a procurar antes de o meu tempo chegar e cada vez mais uma raiva cresce em mim para mim.
Desejamos a morte como seres estupidos e irracionais que a vida não sabemos amar, que a vida não sabemos ter. Contra mim me revolto por tempo em tempos ter perdido com tais sentimentos mesquinhos e sem sentido.
Mais uma morte quase em directo....Será que vamos acordar?..... Será que é desta que TU vais acordar e sentir?.... Quantas pessoas mais teremos de ver morrer deste modo abrupto para a vida comecarmos a viver, para o lado comecar a ver, para o resentimento esquecermos? Política a parte porque nela não me meto e dela aqui não discuto, foi mais um ser Humano que se foi quase em directo na TV.....Relembramos mais uma vez que um instante apenas é tudo o que precisamos para nada mais vermos, para nada mais termos, para não mais aqui estarmos. Por isso continuarei a viver de modo intenso como se este fosse o ultimo minuto. A magoa que todos os que no meu coração passaram tentaram deixar arranquei hoje com a força que me é característica, deixei-a ao vento para quem na magoa quizer viver e a morte desejar. Tantas são as mortes que vivemos, mortes de quem do nosso sangue é, de quem ao sangue de quem nos é querido pretence, tantas são as mortes que todos os dias se espalham nas páginas cinzentas, nos ecras a cores de tamanhos diversos....tantas são as mortes em directo...quase em directo e a morte continuamos a desejar....que seres somos nós se não irracionais, estupidos, egoistas na dor de quem perde realmente quem ama sem um momento breve de adeus.

As minhas palavras estão impregnadas de raiva e magoa podem provocar em vós mas esotu cansda de proa qui andar e ler palavras de desejos sinceros, de desejos vividos e tanto desejados de morte. Parem....olhem em volta...olhem o céu, as nuvens, o sol......percam-se por outras palavras mas não em desejos de morte porque quem neles se perde a vida deixa de viver.....Contra mim escrevo, contra mim falo por em momentos a morte ter desejado e estas palavras que aqui caem com as dores que sinto nos meus braços as guardarei para que no primeiro instante em que o fim, a morte quizer desejar logo o matar num movimento aniquilador.

Percam-se sem em perdões...em humildade..nas amizades...no apreender a conhecer o outro mesmo nos gestos tão incompreensíveis que os outros tem para conosco. Percam-se sim em lutar por quem Amigo/Amiga chamaram um dia....por quem chamam agora

publicado por Mulher Especial às 12:25

link do post | comentar | favorito
|

14 comentários:
De luar_triste a 11 de Junho de 2004 às 15:28
Pintelho...Obrigada o template foi ajuda de um AMigo que pediu apra ficar no anonimato...Obrigada pelo link....beijinhos


De luar_triste a 11 de Junho de 2004 às 15:27
tnightwolf....mais que estupido é aqueles que se perdem em dramatismos com desejos estupidos de morte sem que nunca tenham dado uma oportunidade a vida....enfim essas pessoas dão me pena...Beijinhos


De luar_triste a 11 de Junho de 2004 às 15:13
Silvio Pleno...a morte leva-nos as pessoas queridas de um modo físico mas elas ficam sempre dentro de nós nos ensinamentos...nas recordações..nas palavras e nos gestos que nos deram...que eu me lembre acho que só se vive uma vez mesmo ...concordo temos de tirar o maximo partido é isos que tento fazer e acho que estou a ter sucesso....beijinhos Amigo


De Pintelho a 10 de Junho de 2004 às 21:45
Uau!!
Acabei de descobrir o template mais belo da blogosfera nacional! Adorei. Saia um link!


De tnightwolf a 10 de Junho de 2004 às 17:21
tens toda a razão a morte (apesar de ser necessária) provocada por nós antes do seu tempo é a coisa mais estúpida que se pode fazer. Afinal nunca se fica a saber o que poderia acontecer no futuro e o que poderiamos vir a representar. Além disso dá uma trabalheira do caraças=) beijos e SEMPRE EM FRENTEEEE!!!!=)


De Silvio Pleno a 10 de Junho de 2004 às 14:54
Amiga, a morte é a única coisa irreversível desde o momento em que nascemos. É certo que a vida é injusta nesse prisma, pois muitas vezes leva-nos pessoas que nos são muito queridas. Mas, a VIDA continua, e viver, só se vive uma vez, pelo menos que eu me lembre, portanto convém-nos tentar tirar o máximo partido. Beijinhos.


De luar_triste a 10 de Junho de 2004 às 14:52
Candy...a morte é a unica coisa que de certo temos na vida embora toda ela seja incerteza. a força que nas palavras conseguiste encotnrar são raiva revolta comigo e contra aqueles que nessa morte querem viver...contra aqueles que não sabem aproveitar o que tem porque dizem nada ter...aqueles que acusam os outros do Mundo ser Cor-de-Rosa porque preferem viver no quarto escuro que pintaram para que a pena faça terem almas em sua volta...não desisto da vida já tentei uma vez e não gostei do que senti, do que vivi e muito menos do que em levou a.... Vivo momentos agora de cansaço físico, de alguma debilidade mas a força? essa esta dentro de mim e em palavras...no conforto alheio....Beijinhos


De luar_triste a 10 de Junho de 2004 às 14:46
Dora....a garra advem a estupidez alheia não das palavras que sãoe scritas por outros mas dos pensamentos...da estupidez alheia que se perde em desejos de morte sem nunca perceberem o que lhes foi dádo...a VIDA...da burrice alheia de pessoas que querem ser cegas...desejei sima morte mas foi uam fase que desejo nunca voltar a repetir...uma fase que vivi e apreendi que acho natural na vida todos termos que passar a estupidez para mim são aqueles que entram nessa fase e dela não querem sair...daqueles que apesar de terem alcançado o que desejam continuam a chorar pela morte sem sequer olharem para o lado...para o céu....
beijinhos


De luar_triste a 10 de Junho de 2004 às 14:42
Graça....desculpa não tens de pedir férias são férias e o que eu mais quero é que descanses e que consigas alcançar tudo auqilo que desejas...eu sei que se precisar um dedo apenas basta esticar para te conseguir tocar e o teu carinho ter....a verdadeira amizade não termina com a ausência...eui fico mesmo sem geito quando a minha escrita elogias...Beijinhos


De luar_triste a 10 de Junho de 2004 às 14:22
Lú....estou revendo sim alguns conceitos o desejo pela morte é um deles, já desejei sim e hoje fico horrorizada como fui capaz...como...o que me levou a tais pensamentos...a tais actos...Como "Luas" que somos temos fases e temos de apreender a passar as fases escuras da vida sem nelas viver como unico modo de vida... Beijinhos


Comentar post