.mais sobre mim

.Ultimos Luares

. Escolher um caminho....

. encontro

. caminhos cruzados.....

. Simplesmente adeus...

. Renascer das Cinzas . . .

.Luares Passados

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Maio 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Luares Passados

Segunda-feira, 26 de Julho de 2004

...

mulher1.jpg



QUANDO


Quando o meu corpo apodrecer e eu for morta,

continuará o jardim, o céu e o mar,

e como hoje igualmente hão-de bailar

as quatro estações à minha porta.



Outros em Abril passarão no pomar

em que tantas vezes passei,

haverá longos poentes sobre o mar,

outros amarão as coisas que eu amei.




Será o mesmo brilho, a mesma festa,

será o mesmo jardim à minha porta

e os cabelos doirados da floresta,

como se eu não estivesse morta.


SOPHIA DE MELLO BREYNER,1919-2004, Dia do Mar, 1ª edição, 1947 (?)


Durante as cerimónias fúnebres de SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN
(Basílica da Estrela, Lisboa, 2004-07-04), seu filho MIGUEL DE SOUSA
TAVARES leu este poema, que classificou de «um hino à continuidade da
vida», e terminou a leitura com as palavras «Obrigado, Mãe»


mulher1.jpg


Miguel Sousa Tavares... (Escritor português a propósito da perda de sua
Mãe, a grande escritora Sophia de Mello-Breyner)

"... E de novo acredito que nada do que é importante se perde
verdadeiramente.
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos
outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se
afastaram, todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."


publicado por Mulher Especial às 04:41

link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De luar_triste a 28 de Julho de 2004 às 16:41
Mr. Hunt...com tuas palavras não mais podia concordar...beijinhos


De luar_triste a 28 de Julho de 2004 às 16:40
Gilly....iluão não a credito....se ilusão pensa-se ser a vida nela não acreditaria....um fim...um caminho...um obrijectivo ou não teremos...cada um sabe do seu...aos olhos dos que ficaram o seu caminho foi percorrido mas se mais tempo por cá pudesse ficar seu caminho continuaria...beijinhos


De Luar_Triste a 28 de Julho de 2004 às 16:28
Miss Devil...obrigada pela visita nem sempre o tempo...os caminhso da vida nos premitem deixar as palavras escorregar....Beijinhos...


De Mr. Hunt a 27 de Julho de 2004 às 16:39
Acho que se trata de uma opinião muito optimista acerca das coisas, de tudo; contudo nem toda a gente consegue pensar assim; o que é uma pena para elas mesmas.


De Gilly a 27 de Julho de 2004 às 11:00
A vida é uma ilusão! Mas se estamos aqui é para cumprir um propósito! E acho que Sophia cumpriu-o totalmente... Beijinhos*)


De Miss Devil a 26 de Julho de 2004 às 23:31
oi!
passei por ca pa ler o teu post e desejar boa semana mas infelizmente touo com um pouco de pressa e ñ posso escrever nada de jeito...
sorry
jinhos


Comentar post